Padroense FC
 


Resenha da História do Padroense F.C.

O Padroense Futebol Clube, foi fundado no ano de 1922.
O primeiro campo do Padroense F. C. foi na “saibreira” passando depois para o “campo vadio” (onde hoje fica a escola Secundária), para finalmente ir para o Monte da Mina, junto aos terrenos onde hoje está a Igreja do Padrão da Légua.
A sede do clube foi inicialmente um pequeno quarto na casa do Sr. Justino, onde se guardavam todos os pertences do clube, passando depois para a casa dos Tamanqueiros, para finalmente se estabelecer na Rua Nova do Seixo, na chamada segunda casa do Sr. Abade” que pertencia ao padre Meão, que por coincidências do destino é hoje a residência pessoal do seu actual Presidente Germano Pinho.

O primeiro equipamento feito em pano branco por uma costureira, tinha um única risca vermelha, horizontal, e calções brancos, ao contrário do actual, que em fundo branco apresenta três riscas vermelhas horizontais e calções azuis.

A única modalidade praticada nesta primeira fase do clube foi o futebol.

O primeiro jogo oficial foi disputado com o Leixões, no antigo campo de Santana.

O clube disputava a 1ª Divisão do campeonato de Promoção do concelho de Matosinhos, tendo conquistado o respectivo título, pelo menos nos anos de 1932, 1933 e 1934, como consta em Diploma existente actualmente no património do clube.
Em data não perfeitamente determinada, o clube participou na disputa da Taça de Portugal, e em jogo disputado com o Leixões no antigo estádio do Amial.

Aquela que deve ser a maior vitória do Padroense F. C., ao longo da sua existência, foi a conseguida contra o Baliense (23–2), no campo do Monte da Mina.

Verificando-se a partir de 1948 uma expansão desportiva do clube, tendo praticado sucessivamente as modalidades de Futebol, Voleibol, Ténis de Mesa, Bilhar, Ciclismo, Boxe, Andebol e Pesca Desportiva, para além destas modalidades existiu também uma secção de teatro e representação. Posteriormente, por dificuldades materiais, humanas e financeiras, algumas destas modalidades vieram a cair em inactividade praticando-se, no presente, somente Futebol e Andebol.

A sede do clube na altura na Rua Nova do Seixo, na casa do padre, transfere-se para o edifício próprio, em que hoje existem dois estabelecimentos propriedade do Clube, para em 1998 se fixar no Estádio do Clube, onde ainda  hoje permanece.


Futebol

O futebol é a única modalidade que se manteve ininterruptamente em actividade, tendo conseguido ao longo de todos estes anos alguns títulos regionais.
O maior feito da sua equipa principal registou-se no ano de 2003/2004 com a obtenção do segundo lugar no campeonato distrital da divisão de honra da Associação de Futebol do Porto, que deu acesso ao Campeonato Nacional da 3.ª Divisão, em que milita actualmente na época 2004/2005.

É também na época 2004/2005 que o Padroense volta a participar na Taça de Portugal, tendo sido eliminado após prolongamento pelo Canedo por 3 a 4.
Não se sabe concretamente quando foi criada a secção de juniores, mas pensa-se ter acontecido em 1958. A secção de juvenis foi criada na época1973/74. Na época 2000/ 2001 o Padroense consegue ser pela primeira vez o clube com mais jogadores na selecção Nacional de Sub 16, com 6 atletas, nessa mesma época ascende ao Campeonato Nacional de Juniores B onde ainda participa na época 2004/2005, contando nesta época com cinco internacionais neste escalão.

Andebol

Esta secção foi criada em 1955 com a modalidade de onze. O primeiro jogo foi contra o Infesta a contar para o Campeonato Popular. Só mais tarde o clube se iniciou na modalidade de sete e fez o primeiro jogo com o Leça, perdendo por 10-9 e depois ganhou todos os restantes jogos do campeonato regional de 2ª Divisão, ficando portanto no 1º ano campeão 1956/57. Para subir de divisão, disputou no Pavilhão dos Desportos, dois jogos com o Progresso que venceu respectivamente por 11-9 e 17-8.
Na modalidade de sete, para além de ter ficado campeão de 2ª Divisão Regional na categoria de Seniores em 1956/57, há ainda a registar a conquista do Campeonato Nacional de Juniores em 1964/65 e um brilhante 4º lugar no Campeonato Nacional de Juvenis em 1971, ano em que foi criada esta categoria.
Na modalidade de onze, há a registar a vitória no Campeonato Regional da 2ª Divisão 1959/60 e a repetição do mesmo em 1966/1967.
Nesta modalidade o Padroense orgulha-se de ter os seguintes internacionais: Manuel Mendes – 1960,Joaquim Seabra – 1965,Jorge Falapim – 1965 – capitão da Selecção Nacional de Juniores.

Tem o Padroense F.C., nos tempos actuais, aberto canais de desenvolvimento e cooperação com outros Clubes de maior impacto e projecção, como o Leixões S.C. e o F.C. do Porto o que faz com que o futuro seja, cada vez mais risonho e promissor.
Na verdade o crescimento e modernização do Clube, faz-se através de um trabalho persistente de toda a sua comunidade, mas também com o intercâmbio com outras instituições.
 

Painel de Publicidade